Estadão.com.br
‹ Ir para edição atual

Busca avançada





  • Edição 91
  • Edição 90
  • Edição 89
  • Edição 88
  • Edição 87
  • Edição 86
  • Edição 85
  • Edição 84
  • Edição 83
  • Edição 82
  • Edição 81
  • Edição 80
  • Edição 79
  • Edição 78
  • Edição 77
  • Edição 76
  • Edição 75
  • Edição 74
  • Edição 73
  • Edição 72
  • Edição 71
  • Edição 70
  • Edição 69
  • Edição 68
  • Edição 67
  • Edição 66
  • Edição 65
  • Edição 64
  • Edição 63
  • Edição 62
  • Edição 61
  • Edição 60
  • Edição 59
  • Edição 58
  • Edição 57
  • Edição 56
  • Edição 55
  • Edição 54
  • Edição 53
  • Edição 52
  • Edição 51
  • Edição 50
  • Edição 49
  • Edição 48
  • Edição 47
  • Edição 46
  • Edição 45
  • Edição 44
  • Edição 43
  • Edição 42
  • Edição 41
  • Edição 40
  • Edição 39
  • Edição 38
  • Edição 37
  • Edição 36
  • Edição 35
  • Edição 34
  • Edição 33
  • Edição 32
  • Edição 31
  • Edição 30
  • Edição 29
  • Edição 28
  • Edição 27
  • Edição 26
  • Edição 25
  • Edição 24
  • Edição 23
  • Edição 22
  • Edição 21
  • Edição 20
  • Edição 19
  • Edição 18
  • Edição 17
  • Edição 16
  • Edição 15
  • Edição 14
  • Edição 13
  • Edição 12
  • Edição 11
  • Edição 10
  • Edição 9
  • Edição 8
  • Edição 7
  • Edição 6
  • Edição 5
  • Edição 4
  • Edição 3
  • Edição 2
  • Edição 1


Quem faz

Edição 62

Outras Edições

 

Marinus van Reymerswaele [Capa] é pintor holandês do século XVI.

 

Luiz Henrique Ligabue [Porta-voz alfa, p. 18] é geógrafo e jornalista.

 

Plínio Fraga [La vida por la izquierda, p. 24] é jornalista de piauí.

 

Peter van Buren [Galeto à iraquiana, p. 32] foi voluntário do serviço militar americano no Iraque e publicou We Meant Well: How I Helped Lose the Battle for the Hearts and Minds of the Iraqi People, sem edição no Brasil. Tradução de Pedro Maia Soares.

 

Daniela Pinheiro[O defensor dos poderosos, p. 34] é jornalista de piauí. Foto de J. R. Duran, fotógrafo e escritor brasileiro nascido em Barcelona, autor dos romances Lisboa eSantos, da editora Francis.

 

Dilma Rousseff [Em festa de jacu inhambu não pia, p. 42] é presidente da República. Seu ghost-writer clandestino e informal é Renato Terra. Ilustração de Caco Galhardo, quadrinista e cartunista da Folha de S. Paulo.

 

Dorrit Harazim [Ódio revisitado, p. 44] é editora de piauí. Dirigiu a série de documentários Travessias e, com Arthur Fontes, Família Braz – Dois Tempos.

 

Philip Spence [Cartuns Coelhos Ninja, a partir da p. 46] é artista gráfico inglês.

 

Renato Terra [Lenine lança um som, p. 48] é repórter de piauí e codiretor, com Ricardo Calil, de Uma Noite em 67.

 

Bernardo Carvalho [Em defesa da obra, p. 52], escritor e jornalista, é autor de Mongólia e O Filho da Mãe, da Companhia das Letras.

 

Priscila Figueiredo[Lírica do pelourinho, p. 56], escritora e tradutora, publicou Mateus: Poemas, da Bem-Te-Vi, e Em Busca do Inespecífico, da Nankin.

 

Orhan Pamuk [Ler um romance, p. 60], primeiro Prêmio Nobel de Literatura da Turquia, é professor da Universidade de Columbia, em Nova York. O artigo está no livro O Romancista Ingênuo e o Sentimental, que será lançado em dezembro pela Companhia das Letras. Tradução de Hildegard Feist.

 

Ricardo Lísias [Divórcio, p. 66], escritor, é doutor em literatura brasileira pela Universidade de São Paulo e autor de Duas Praças, da Globo.

 

Ilustrações de Esquinapor Andrés Sandoval

Visite a página da revista piauí no Orkut