“Quem diria, nossa predileção por pão de queijo provoca efeitos colaterais!”
É o que relata Bia, que nos acompanha de Londres. Vejam só a mensagem que recebemos:

Para: Cozinha Transcendental
De: Bia
Assunto: Pão de queijo

Pão de queijo: uma experiência no exílio

O entusiasmo da Cozinha Transcendental pelo mais amado dos salgados brasileiros deixa qualquer um morrendo de vontade. Post após post de receitas e avaliações e o contágio é inevitável. A boca se enche de água e o pensamento entra num loop; aparece uma voz vindo de longe, hipnotizando… pão de queijo, pão de queijo, pão de queijo… Mas a terra onde polvilho é comum e abundante está longe. Do lado de cá do mundo nada de polvilho, nem doce e nem azedo. Satisfaria até polvilho amargo ou polvilho umami – sabor que aceitaríamos assentindo veementemente com a cabeça, mas ninguém sabe dizer exatamente como é e onde tem – se isso significasse um pão de queijo dourado e gostoso recém saído do forno. Quando a vontade atingiu um nível insuportável abriram-se, desesperadamente, armários e geladeira em busca de ingredientes. Farinha e cheddar eram os itens mais próximos e foi com eles mesmo que o experimento culinário se deu.

Mistura amassada, a cara grudou no visor do forno para assistir a maravilha que nascia amarela e redonda. Até então, tudo bastante promissor. Mas pão de queijo é coisa séria e não é qualquer ingrediente que serve. Ao sair do forno, a massa murchou um pouco, como um bolo que afunda. Mesmo assim, a primeira mordida foi mais ou menos como a madeleine do Marcel. O segundo pão de queijo deve ter assado em uma parte mais fraca do forno e o interior ficou cremoso. A consistência era familiar, lembrava alguma coisa. Entre os cremosos e outros mais massudos, a epifania: em mãos, ora um pastel de nata salgado, ora um muffin de queijo, mas valendo a premissa de que quem não tem cão caça com gato, o pão de queijo disfarçado de pastel de nata à la muffin serviu. Esta receita nada ortodoxa de pão de queijo é para os saudosos em estado de abstinência radical dessa delícia tão brasileira.

 

Ingredientes

3 colheres cheias de manteiga (derreter no microondas)
3 ovos
300 ml de leite
1 xícara cheia e mais 1/4 de farinha de trigo peneirada
Sal a gosto
1 xícara de cheddar ralado (ou o queijo que você tiver)

 

Modo de fazer

- Aqueça o forno (a 200º C).
- Se não tiver forma de empadinha, unte uma forma de muffin/cupcakes.
- Bata no liquidificador os ovos, a farinha, a manteiga derretida, o leite e o sal. Prove e corrija o sal. Retire, acrescente o cheddar e misture com uma colher.
- Coloque a massa nas forminhas até a metade e leve ao forno (pode colocar mais um pouquinho de queijo por cima)
- Asse até que cresçam e fiquem dourados (uns 40 minutos).


Fundo Musical recomendado para acompanhar qualquer tipo de obsessão: