Divulgada a foto do advogado da Portuguesa passando o resultado do julgamento para o presidente do clube

COMARCA DO RIO DE JANEIRO – Em coletiva de imprensa realizada na sede da OAB, José Maria Marin, presidente da CBF, anunciou que a entidade alterará a formula de disputa do Campeonato Brasileiro de 2014. "A CBF reconhece que campeonato sério se ganha no tribunal. Nada mais justo, portanto, que se beneficie o dirigente mais familiarizado com as barras da justiça. Em vista disso, o pleno da CBF decidiu em votação unânime adotar o sistema de prontuários corridos a partir do ano que vem", explicou o dirigente, sem dolo.

Em sustentação à sua tese, Marin pousou sobre a mesa doze tomos de 500 páginas cada um. "Este é o primeiro volume do regulamento. De acordo com a cláusula 317F, inciso 45786, a cada rodada os clubes poderão escalar 11 advogados e cinco testemunhas. Quem obtiver mais recursos deferidos no STJD ganha 3 pontos. Em caso de empate, uma audiência extra será marcada", esclareceu, pondo no bolso a medalha de mérito jurídico de um magistrado presente.

No final da tarde, Osvaldo Sestário, advogado da Portuguesa, ligou para o presidente da Lusa informando que a disputa do Campeonato Brasileiro de 2014 não sofrerá alteração. "O modelo de playoffs está mantido", garantiu, por telefone. Antes de desligar, ainda disse: “Parece que gol de fora da área valerá três pontos, como no basquete”.