Marina também rompeu com a discrição de Marina

MONTE HIMALAIA - Após romper com o PT, com o PV, com a Teologia da Libertação e com Carlos Siqueira, Marina Silva resolveu se desvincular de Marina Silva. "Enquanto o tempo não trouxer teu abacate, amanhecerá tomate e anoitecerá mamão", justificou, enquanto rompia com o desafio do balde de soja na cabeça.

Em campanha pela preservação da abobrinha orgânica, Marina Silva apresentou uma chapa transgênica para concorrer às eleições. "Não há mais sustentabilidade para um clima de comunhão entre as Marinas que habitam em mim", filosofou. Em seguida, discordou de si mesma e desdisse o oposto do que disse antes, criando um ciclo virtuoso de harmonia etimológica.

Enquanto elaborava seu plano de governo, Marina disse concordar com os pontos de vista de Eduardo Giannetti da Fonseca e de João Pedro Stédile sobre a política econômica. "Tudo nascerá mais belo, o vermelho faz do azul com o amarelo o elo com todas as cores para enfrentar PIBs gris", cantarolou.

No final da tarde, Marina Silva tentou impugnar a candidatura de Marina Silva. Depois, voltou atrás.

 

Leia também

NSA descobre que Marina Silva é mãe de Gilberto Gil

Capitão Planeta anuncia filiação ao partido de Marina Silva

Pastor Everaldo promete Estado Laico Mínimo

Dilma cria o Ministério do Louvor

Tucanos à beira da extinção, alerta Ibama