Walther e Adriano se esforçam para alcançar a marca adiposa que Ronaldo estabeleceu em 2010

PORCÃO - Incansável em sua busca por recordes, Ronaldo Fenômeno está prestes a superar mais uma marca histórica. "Caso solte mais uma de suas sábias palavras em público, Ronaldo alcançará a marca imbatível de Pelé", asseverou Paulo Vinícius Coelho. "Era um recorde que parecia não ter concorrentes para os próximos cem anos, mas Ronaldo é mesmo fenomenal", disse o comentarista da ESPN. "Ele criticou a organização da Copa que ajudou a organizar, disse que tem mais é que 'baixar o cacete' nos black blocs e ressaltou que 'uma Copa não se faz com hospitais'. Ou seja: Ronaldo está em ótima fase", concluiu Paulo Vinícius.

Desde ontem, o Fenômeno está concentrado no Parque São Jorge, numa suíte duplex com banheira de hidromassagem e teto espelhado, onde treina em tempo integral. "Começamos pelo módulo Vicente Matheus. Já avançamos pelas declarações de Neto, Marcelinho Carioca e Andrés Sanches", explicou o treinador Emerson Leão. "Temos certeza de que Ronaldo terminará a Copa com mais um recorde", rugiu.

Para aumentar suas probabilidades, Ronaldo prometeu acumular mais funções incompatíveis. Além de agenciar Neymar e comentar as atuações de Neymar na TV Globo, além de participar do Comitê Organizador da Copa, ser garoto-propaganda e cabo eleitoral de Aécio Neves, Ronaldo será também personal trainer de si mesmo, apontador do jogo do bicho e membro honorário do Greenpeace.

Em nota oficial, Galvão Bueno anunciou que desistiu de bater o recorde de Pelé. "Faço isso em nome do imenso carinho que tenho pelo craque Rroooonaaaaaaaaaaaaaldo", explicou.

O craque confirmou ontem sua presença na Flip deste ano, onde lançará uma Antologia Poética escrita a quatro mãos com Pelé.  

 

Leia também

Ronaldo será tatu-bola na Copa

Black Blocs anunciam lista de convocados para a Copa

Aldo Rebelo defende o legado de pérolas ditas por autoridades sobre a Copa

FIFA exige padronização de protestos contra a Copa

FIFA exige royalties de passeatas contra a Copa