Demóstenes enriqueceu após fazer doze jackpots consecutivos

GOIÁS - Pesquisa divulgada pelo FBI / BOPE nesta quarta-feira revelou que a popularidade do bicheiro Carlinhos Cachoeira subiu para 89%, e atingiu um novo recorde mundial. "No Congresso, sou mais famoso que os Beatles, Lula e Jesus Cristo juntos. Dizem até que sou mais solicitado do que Coca-Cola e mais lembrado que o bigode do Sarney", garantiu Cachoeira, enquanto marcava uma rodada de roleta com a base aliada.

Qual um Midas ao contrário, Cachoeira tem causado a queda de todas as pessoas com quem manteve contato. Além do afastamento de Demóstenes Torres, de Stepan Nercessian e da chefe de gabinete de Marconi Perillo, dezoito parlamentares foram despejados depois de terem trocado olhares com o bicheiro. Trinta e sete estão sob suspeita de terem compartilhado o mesmo portão de embarque.

Os números de Cachoeira ultrapassaram a popularidade do topete de Dilma Rousseff, que chegou a 77%, segundo pesquisa divulgada hoje. "Cerca de 20% da população brasileira já é filiada ao PMDB. Quando cruzamos os dados, chegamos numa conclusão significativa: dos 23% que desaprovam a presidenta, 20% são da base aliada", explicou Túlio Pessegueira, responsável pela pesquisa.

No final do dia, em cerimônia no Cassino do Senado, Cachoeira foi tombado pelo Ministério do Meio Ambiente como "patrimônio propino-hídrico brasileiro"; fontes ligadas a uma revista de fofocas afirmam que, mesmo da cadeia, o bicheiro continua bastante atuante, tendo convencido o Ministério do Planejamento a transferir para seus cofres três bilhões de reais do PAC contra a construção de uma hidroelétrica em seu sobrenome.

 

Leia também

Gravação revela que Demóstenes negociou ida de Adriano para o Flamengo

Destino de Demóstenes será decidido no blackjack

Exames clínicos de Lula mostram que oposição desapareceu