Estadão.com.br
‹ Ir para edição atual

Busca avançada





  • Edição 96
  • Edição 95
  • Edição 94
  • Edição 93
  • Edição 92
  • Edição 91
  • Edição 90
  • Edição 89
  • Edição 88
  • Edição 87
  • Edição 86
  • Edição 85
  • Edição 84
  • Edição 83
  • Edição 82
  • Edição 81
  • Edição 80
  • Edição 79
  • Edição 78
  • Edição 77
  • Edição 76
  • Edição 75
  • Edição 74
  • Edição 73
  • Edição 72
  • Edição 71
  • Edição 70
  • Edição 69
  • Edição 68
  • Edição 67
  • Edição 66
  • Edição 65
  • Edição 64
  • Edição 63
  • Edição 62
  • Edição 61
  • Edição 60
  • Edição 59
  • Edição 58
  • Edição 57
  • Edição 56
  • Edição 55
  • Edição 54
  • Edição 53
  • Edição 52
  • Edição 51
  • Edição 50
  • Edição 49
  • Edição 48
  • Edição 47
  • Edição 46
  • Edição 45
  • Edição 44
  • Edição 43
  • Edição 42
  • Edição 41
  • Edição 40
  • Edição 39
  • Edição 38
  • Edição 37
  • Edição 36
  • Edição 35
  • Edição 34
  • Edição 33
  • Edição 32
  • Edição 31
  • Edição 30
  • Edição 29
  • Edição 28
  • Edição 27
  • Edição 26
  • Edição 25
  • Edição 24
  • Edição 23
  • Edição 22
  • Edição 21
  • Edição 20
  • Edição 19
  • Edição 18
  • Edição 17
  • Edição 16
  • Edição 15
  • Edição 14
  • Edição 13
  • Edição 12
  • Edição 11
  • Edição 10
  • Edição 9
  • Edição 8
  • Edição 7
  • Edição 6
  • Edição 5
  • Edição 4
  • Edição 3
  • Edição 2
  • Edição 1
  • Edição 0


The piauí Herald

  • Paulistanos exigem rodízio de bicicletas

    Paulistanos exigem rodízio de bicicletas

    ITAIM BIBI - Irritados com a proliferação de ciclofaixas vermelhas, centenas de paulistanos saíram em carreata para exigir o rodízio de bicicletas. "O engarrafamento é um patrimônio imaterial da cidade. Não podemos perder nossa identidade", defendeu Andrea Matarazzo, orgulhosamente parado na marginal. "Estão construindo cliclofaixas onde não passa bicicleta. Cadê o planejamento?", esbravejou João Doria Junior, há 20 minutos em ponto morto na 23 de maio. — Leia o post completo.


  • Dilma culpa Marina pelo fim de A Grande Família

    Dilma culpa Marina pelo fim de A Grande Família

    PROJAC - O próximo programa eleitoral de Dilma Rousseff fará novos ataques a Marina Silva. No primeiro esquete, enquanto uma família assiste à TV em sua sala, o locutor anuncia: "Marina tem dito que, se eleita, vai fazer a autonomia do Banco Central. Parece algo distante da vida da gente. Parece, mas não é. Marina vai poder decidir, por exemplo, qual programa de TV sua família deve assistir". — Leia o post completo.


  • Dilma lança o PAC 3%

    Dilma lança o PAC 3%

    SUCUPIRA - Preocupada em melhorar o ambiente de negócios no país, Dilma Rousseff anunciou uma nova etapa do PAC. "Vamos agora focar no amplo desenvolvimento da infra estrutura (infraestrutura) das estatais. O nome será levemente alterado para Plano de Aditivação dos Contratos. É o PAC 3%", antecipou, enquanto jogava um balde de petróleo gelado em Graça Foster. — Leia o post completo.


  • Graça Foster reage a denúncias: "Pergunta no Posto Ipiranga"

    Graça Foster reage a denúncias: "Pergunta no Posto Ipiranga"

    PETROMANIA - Questionada sobre denúncias de corrupção na Petrobras, Graça Foster reagiu com indiferença: "Pergunta no Posto Ipiranga", disse, de forma pausada, mascando capim, enquanto apontava para o horizonte. Ao ser pressionada sobre a participação de deputados, senadores e ministros no desfalque do caixa da estatal, a presidenta da Petrobras refletiu por longos segundos antes de responder, mais uma vez serena: "Melhor perguntar lá no Posto Ipiranga". Em seguida, cedeu 3% do merchandising ao PMDB. — Leia o post completo.


  • "Volta, Serra" ganha força no PSDB

    "Volta, Serra" ganha força no PSDB

    HIGIENÓPOLIS - Baqueados com a queda de Aécio Neves nas pesquisas, setores do PSDB organizaram um evento para apoiar a candidatura de José Serra à presidência. "Pelo menos, a gente dava risada com as fotos de campanha do Serra em 2010", implorou José Agripino Maia. — Leia o post completo.


  • Marina defende o fim da polarização entre par e ímpar

    Marina defende o fim da polarização entre par e ímpar

    ORION - Após lançar os alicerces da nova física ao provar que um corpo pode ficar, ao mesmo tempo, à esquerda de Dilma e à direita de Aécio, Marina Silva apresentou as bases de uma nova matemática. "Não podemos mais ficar presos a essa polarização entre par e ímpar. Essa é uma visão antiga da matemática que empobrece o debate. É preciso distensionar o Impa", ressaltou. Ao tomar conhecimento da declaração, Dilma Rousseff comparou Marina a Zelia Cardoso de Mello. — Leia o post completo.


  • Após relógio, Apple lançará aparelho de fax em 2015

    Após relógio, Apple lançará aparelho de fax em 2015

    CUPERTINO - Após surpreenderem o mercado com o lançamento do Apple Watch, funcionários da empresa se entregaram, espontaneamente, à Polícia Federal. "Sei que foi cometido um crime contra o bom senso. No mínimo, participei da elaboração de um atentado estético contra o legado de Steve Jobs. Estou aqui para pagar por isso", confessou Brian Stuck, junto com 40 funcionários. — Leia o post completo.


  • Aécio Neves processa institutos de pesquisa que o colocam em terceiro lugar

    Aécio Neves processa institutos de pesquisa que o colocam em terceiro lugar

    HARVARD - Após bloquear buscas indesejadas no Google e filtrar as cutucadas que recebe no Facebook, Aécio Neves resolveu acionar novamente a Justiça: "Ibope, CNT Sensus e Datafolha vêm fazendo uso do submundo das pesquisas eleitorais para me difamar. Sete entre dez SUVs têm o adesivo de Aécio Neves estampado no vidro traseiro e os institutos insistem em me colocar em terceiro lugar", esbravejou. "Pago meus impostos em dia e vou tomar as medidas judiciais para figurar, ao menos, no segundo turno", completou. — Leia o post completo.


  • Dilma afirma que Lula não fica num segundo mandato

    Dilma afirma que Lula não fica num segundo mandato

    BRASILIA - Após afirmar que trocará os ministros, o penteado e a cor do esmalte caso seja reeleita, Dilma Rousseff anunciou mudanças no cargo de ex-presidente em exercício. "Ano novo, vida nova. Vou abdicar dos conselhos do Lula e vou dar mais ênfase aos palpites do Sarney, que estará aposentado, com os bigodes de molho. Assim oficializo a troca do falso comunismo pelo verdadeiro fisiologismo", antecipou. — Leia o post completo.


  • Luciana Genro defende o sotaque gaúcho oprimido

    Luciana Genro defende o sotaque gaúcho oprimido

    POLITBURO - Após defender um debate eleitoral livre, apátrida, sem tempo pré-determinado e com a participação popular participativa, Luciana Genro divulgou um manifesto em prol do sotaque gaúcho oprimido. "Somente uma revolução gramatical provocará uma ruptura com a fonética burguesa que oprime o uso correto da segunda pessoa do singular", discursou, enquanto sorvia um amargo na Redenção. — Leia o post completo.




Visite a página da revista piauí no Orkut